Mulher adota cão que consolou ela após morte da sua mãe, apareceu no momento que mais precisei

Mulher adota cão que consolou ela após morte da sua mãe, apareceu no momento que mais precisei

Uma mulher chamada Jaqueline passou por um momento muito difícil, onde ela recebeu forças de um cãozinho no qual acabou adotando e deu o nome de Anjo Gabriel.

A Jaqueline é uma protetora de animais, acabou perdendo a sua mãe devido ao Covid-19 em Teresina. O cãozinho estava no túmulo da mãe da sua nova tutora. Após o cãozinho ter consolado ela, a Jaqueline não viu mais ele. Depois de um tempo o cãozinho foi visto e ela foi avisada.

“Depois daquele dia, eu não o tinha mais visto. Quando foi na sexta-feira (21) que eu cheguei da missa de sétimo dia da minha mãe foi que a enfermeira do hospital me ligou dizendo que ele estava na porta do hospital. Então, o rapaz que é do grupo pelo qual eu participo foi até o local e o trouxe para minha casa”, comentou.

Mulher adota cão que consolou ela

Foto: Arquivo Pessoal Rhavenna Veloso

A Jaqueline comentou que não iria ficar com o cão, pois ele já tinha outros em casa. Mas quando ele chegou na casa dela se deu muito bem com os outros animais. “Eu ia levar para o abrigo porque tenho cachorros aqui em casa com problemas e ele não poderia ficar por não ser castrado. Mas, ao chegar aqui, as minhas cadelas não estranharam ele”, explicou.

O cão ganhou ganhou o nome de Anjo Gabriel e para a Jaqueline se tornou uma obrigação cuidar dele.

“Ele apareceu e me consolou no momento em que mais precisei. Ele estava ali me consolando e eu senti que era ela. Depois de sete dias, ele apareceu no mesmo local. Então é o destino. É um propósito de eu ter que cuidar dele, eu sinto que é uma obrigação minha”, confessou.

A Jaqueline ainda comentou que sua mãe tinha muito amor e carinho pelo animais e que mesmo com suas limitações físicas, ela fazia questão de colocar comida para os animais. Para a protetora dos animais a sua mãe de despediu dela através do cãozinho.

O cãozinho fez companhia para a protetora de animais até o momento que o corpo da sua mãe foi liberado e enterrado. Após isso, ela buscou atendimento médico no hospital no dia seguinte e procurou o cãozinho, mas não o encontrou.

A Jaqueline solicitou que as pessoas do hospital avisassem ela, quando ele aparecer, pois ela queria levar ele para um abrigo, onde ela é voluntária. Mas por causa da atitude do cãozinho ela resolveu adotar ele e ganhou o nome de um anjo, certamente esse cãozinho é um anjo que entrou na vida dessa mulher.

Créditos : G1

Envie seu comentário