Escola surpreendeu uma garotinha ao incluir uma foto de seu cão de serviço

Escola surpreendeu uma garotinha ao incluir uma foto de seu cão de serviço

Uma escola primária em Kentucky separou um lugar especial em seu anuário para uma menina muito boa chamada Ariel que é um cachorro de serviço.

A escola Católica de St. Patrick, em Louisville nos Estados Unidos surpreendeu uma garotinha chamada Hadley Jo Lange de 7 anos, incluindo uma foto do seu cãozinho de serviço em sua turma do jardim de infância. Hadley Jo sofre de epilepsia, um distúrbio neurológico que causa convulsões.

E sem o cãozinho, a garotinha podia não estar viva.

“Este cachorro realmente salvou a vida da minha filha”, disse à CNN sua mãe, Heather Lange. “Eu não sei como poderia agradecer a Ariel como mãe. Ela a acompanha em todos os lugares, na escola, no ônibus, nas aulas de dança e nos treinos de futebol. Ela sempre tem os olhos na minha garotinha.” É uma enorme sensação de segurança “.

Escola surpreendeu uma garotinha

Na escola a cachorrinha Ariel vigia a garotinha constantemente. A Ariel tem 4 anos de idade e se juntou a garotinha quando era apenas um filhote, ela é capaz de reconhecer quando a garotinha está para ter o ataque.

Quando acontece um ataque de epilepsia na escola, Ariel alerta os professores que tem algo errado, ela começa a latir. Durante as convulsões, o cão também de deita ao lado da garotinha e move seu corpo sob a criança para amortecer a sua queda.

“É importante que façamos todo o possível para promover nosso relacionamento com as famílias e façamos o possível para apoiar os alunos”, disse à CNN Nathan Sturtzel, diretor da Escola Católica St. Patrick.

“Nós amamos Ariel. Ela é parte da família de Hadley Jo, então ela também faz parte da nossa família. Encontrar um lugar para ela em nosso anuário foi uma decisão fácil e foi muito divertido incluí-la. Adoramos”.

A cachorrinha também é muito especial por razões que além do amor e proteção que ela dá para garotinha, ela também é o único cão de serviço na arquidiocese de Louisville, de acordo com Lange.

A família Lange sabe a sorte de ter a cachorrinha Ariel. Cães de serviço custam muito caro, eles podem chegar a custa entre US $ 20.000 e US $ 60.000 dólares. A família conseguiu pagar a quantia graças a uma vaquinha.

É por isso que Lange fez parceria com a Epilepsy Foundation de Kentuckiana para lançar o Hope for Hadley Jo, uma organização sem fins lucrativos que fornece financiamento para famílias cujos filhos precisam de cães de serviço.

A mãe da garotinha se tornou uma forte defensora de crianças com epilepsia, incentivando outras escolas a serem acolhedoras e receptivas a esses tipos de cães que ajudam muito as crianças.

“É muito reconfortante saber que minha filha tem uma casa em sua escola, onde é amada e aceita, mesmo que ela não se pareça com todo mundo”, disse Lange.

“St. Patrick fez a escolha de aceitar minha filha e seu cão de serviço. A aceitação e a inclusão são um verdadeiro sinal de bondade e compaixão.”

Créditos : edition.cnn

Envie seu comentário