Existe preconceito com cachorros que não tem raça ou cães de rua ?

Existe preconceito com cachorros que não tem raça ou cães de rua ?

Esse assunto é polêmico, pois envolve vários fatores, um deles podemos considerar como o mesmo que enfrentamos na sociedade, que é o racismo.

Isso pode acontecer com os animais?

Se você tem dúvida pode acontecer sim, muitos animais são deixados de “lado” por ser de rua ou por não tem raça.

As pessoas preferem “pagar” por um cachorro do que adotar um que está em um abrigo necessitando de um lar.

Por isso existe sim preconceito com cães de rua que não tem raça, esses dias atrás vi uma coisa absurda, uma pessoa estava doando um cachorrinho de raça e choveu milhares de comentários de pessoas que queriam adotar.

No mesmo grupo vi doações de cachorrinho sem raça e a procura era muito baixa, quase ninguém comentou, aí eu pergunto isso é preconceito?

Os pensamentos das pessoas devem mudar

Nós do portal Amigocão, sempre batemos forte na tecla, adote e não compre. Pois existe muitas pessoas que só pensam no dinheiro e não no animalzinho.

Muitas vezes esses bichinhos sofrem mal tratos no qual são usados somente para reproduzir e ter seus filhotes vendidos.

Se for comprar pelo menos procure lugares com certificado, pois é muito triste esses lugares clandestinos que só pensam em ganhar dinheiro em cima dos pobres bichinhos.

Se conhecer lugares assim denuncie! Pois isso é crime!

Aqui no Brasil o preconceito com os bichinhos de rua e sem raça é muito grande, mas esperamos que isso mude um dia e que cada vez mais as pessoas adotem em vez de pagar para ter um cachorrinho ou gatinho.

Os bichinhos necessitam da sua ajuda

Nós sabemos que muitas pessoas gostam de animais e ajudam eles de todas as formas, existe pessoas que não tem condições de ter, mas mesmo assim ajuda na causa.

Se você ver cães ou gatos na rua passando necessidade acione uma ONG para recolher esses bichinhos para eles terem uma vida “um pouco melhor”, talvez depois eles sejam adotados e assim vão ter uma chance de ser feliz!

Gostaríamos de saber a sua opinião, deixe nos comentários o que você acha sobre o assunto.

Envie seu comentário