Advogado em videoconferência com juiz usa sem querer filtro de gato e informa ao juiz que ele não é um gato

Advogado em videoconferência com juiz usa sem querer filtro de gato e informa ao juiz que ele não é um gato

Um advogado no Texas acidentalmente deixou um filtro de gatinho ligado durante uma videoconferência com um juiz e não foi capaz de alterá-lo, o juiz achou estranho e perguntou sobre o felino digital e ele respondeu:

-“Estou aqui ao vivo. Eu não sou um gato.”

A pandemia está causando bastante contratempos com computadores, com isso muitas pessoas estão trabalhando da sua casa.

A transformação acidental do advogado Rod Ponton em um filhote de gato com os olhos arregalados se tornou viral e está circulando o mundo inteiro nas redes sociais, é impressionante como o acontecimento está se espalhando pelas redes sociais.

O juiz Roy Ferguson, do 394º distrito judicial do Texas, disse a ao advogado:

“Eu acredito que você tem um filtro ativado nas configurações de vídeo. Você que configurou? ”

O advogado quer dizer o gatinho interrompe o juiz Roy e fala arrastado em pânico :

“Você pode me ouvir, juiz?”

O juiz responde: “Posso ouvi-lo. Acho que é um filtro … ”

“É,” o advogado com cara de gato responde. “E eu não sei como removê-lo. Minha assistente está aqui, ela está tentando, mas estou preparado para prosseguir … Estou aqui ao vivo. Eu não sou um gato. ”

O juiz responde: “Eu posso ver isso.”

O advogado ou gatinho dos olhos arregalados, aprendeu uma coisa… ele comentou:

“Se uma criança usou seu computador, antes de entrar em uma audiência virtual, verifique as ‘Opções de zoom do vídeo’ para ter certeza de que os filtros estão desligados.”


Eu não sei você, mas eu dei muita risada com o vídeo. O gatinho falando é o melhor é claro que se fosse comigo não ia ser engraçado, pois o advogado estava falando com um juiz na videoconferência. A situação onde todos tem que ficar sérios foi quebrada completamente com o gatinho falante.

Gostou ? Deu risada também ? Então compartilhe com seus amigos e familiares.

Envie seu comentário