Fazer carinho em cachorros e gatos por 10 minutos já diminui os níveis de estresse

Fazer carinho em cachorros e gatos por 10 minutos já diminui os níveis de estresse

Segundo pesquisas realizadas em voluntários que interagem com os animais de estimação, obtiveram uma queda nos níveis de cortisol, principal hormônio ligado ao estresse.

Um estudo realizado na Universidade de Washington, nos Estados Unidos, comprovou que fazer carinho em um gato ou cachorro ajuda a controlar os níveis de estresse.

Os estudantes verificaram que apenas 10 minutos de carinho já é suficiente para baixar o nível de estresse.

“Já tínhamos ideia quando os alunos interagiam com os bichinhos e essa interação ajudava a experimentar emoções mais positivas”, disse Patricia Pendry que é coatora desse estudo.

Ela ainda comentou que queria ver se esse contato com os bichinhos ajudaria os alunos a diminuir o estresse de uma maneira menos subjetiva.

E foi isso que aconteceu, o que é empolgante porque a diminuição dos hormônios do estresse pode, mais pra frente, ter benefícios significativos para a saúde física e mental”.

Esse projeto teve a participação de 249 alunos da instituição, no qual foram divididos em quatro grupos para garantir os resultados do experimento.

Anda de acordo com os cientistas, essa é a primeira análise que concluiu reduções nos níveis de cortisol dos alunos durante o teste, e não em um ambiente de laboratório.

Agora Pendry e sua equipe de estudantes estão verificando o impacto de um projeto de prevenção do estresse de quatro semanas com a companhia dos bichinhos de estimação.

Os resultados coletados já foram considerados muito positivos, e os pesquisadores esperam publicar um artigo sobre o assunto até o fim do ano.

Faça muito carinho no seu amigo e relaxe

Por isso se quiser ficar menos estressado, faça muito carinho no seu animal de estimação, vai ser bom para ele e para você também!

Você conhece alguém estressado? Então compartilhe esse artigo com ela, para ela sabe que a solução para isso está bem perto dela, que é o próprio animalzinho de estimação.

Créditos : revistagalileu

Envie seu comentário