Eles arriscam suas vidas para combater a píton que iria devorar seu cachorro

Eles arriscam suas vidas para combater a píton que iria devorar seu cachorro

As cobras píton são caracterizadas como cobras não venenosas, mas isso não as torna animais menos perigosas, eles têm tanta força que no seu ataque espremem suas presas, com isso acabam morrendo de asfixia.

Na Tailândia um vídeo conseguiu flagrar um momento muito perigoso no qual pessoas encontraram um cachorro sendo atacado pela cobra.

Quando as pessoas chegaram o cachorro já estava praticamente preso, a cobra estava estrangulando o cãozinho, a cobra já estava toda enrolada nele, e o coitado não conseguia se mexer.

Um outro cachorro que estava por perto estava latindo para cobra tentado fazer algo para salvar o seu amigo, apesar dos grande riscos envolvidos na abordagem dessa cobra, os homens decidiram ajudar o cachorro que estava tentando de qualquer forma sair do ataque da cobra.

Os homens encontraram algumas varas longas e as colocaram na cobra tentando desembaraçar o nó forte que ela fez em cima do cachorro. A tarefa não era fácil, com alguns movimentos parecia que a cobra estava apertando mais o cachorrinho.

Depois de vários minutos de tensão, eles conseguiram afrouxar os fortes nó que estavam segurando o cãozinho, o que assustou foi que quando conseguiram soltar o cachorrinho estava quieto, alguns homens até pensaram que já era tarde de mais.

Mas os homens não desistiram dele, alguns homens até arriscaram usar a mão mesmo para poder libertar o cachorro, a cobra se agarrou no cachorro até os último minutos, até que um dos homens ajudou o cãozinho a se levantar e assim conseguiu libertar ele.

Uma vez liberado, o cão rapidamente fugiu dali. Ele estava muito assustado com a situação, mas graças aos homens o cachorro foi salvo.

Sem dúvida, esses homens arriscaram a própria vida ao enfrentar essa cobra tão perigosa. Felizmente, juntos, eles conseguiram salvar o cachorro.

Grande atitude dos homens. Compartilhe para que mais pessoas vejam essa grande atitude!

Créditos : teimporta

Envie seu comentário